Os Sete Sacramentos

O que é um sacramento?

Um sacramento é um sinal corpóreo instituido por Cristo para dar graça divina.

São estas três coisas, nomeadamente: Um sinal corpóreo, a instituição deste sinal por Cristo e a graça divina através deste sinal, são sempre necessárias para a existência de um sacramento?

Estas três coisas, nomeadamente: Um sinal corpóreo, a instituição deste sinal por Cristo e a graça divina através deste sinal, são sempre necessárias para a existência de um sacramento, e se falta qualquer uma das três, não pode haver sacramento.

Porque usa a Igreja tantas cerimónias ou acões na aplicação de sinais corpóreos dos sacramentos?

A Igreja usa várias cerimónias ou ações na aplicação dos sinais corpóreos dos sacramentos para aumentar a nossa reverência e a nossa devoção aos sacramentos, e para explicar os seus significados e os seus efeitos.

Quantos sacramentos há?

Há sete sacramentos: o Batismo, a Confirmação, a Santa Eucaristia, a Penitência, a Unção, as Santas Ordens e o Matrimónio.

Todos os sacramentos foram instituidos por Nosso Senhor?

Todos os sacramentos foram instituidos por Nosso Senhor, pois só Deus tem o poder de juntar a graça divina ao uso de um sinal corpóreo ou visível. A Igreja, porém, pode instituir as cerimonias que são usadas para administrar ou dar sacramentos.

Como sabemos que há sete sacramentos e não há mais nem menos?

Sabemos que há sete sacramentos e que não há mais nem menos porque a Igreja sempre ensinou a verdade. O número de sacramentos é uma questão de fé, e a Igreja não pode estar enganada em questões de fé.

Por que foram instituidos os sacramentos?

Os sacramentos foram instituidos como meios especiais para podermos receber a graça divina merecida por Cristo para nós. Como Cristo é o doador da graça divina Ele tem o direito de determinar a maneira em que será conferida, e aquele que se recusar a utilizar os sacramentos não receberá a graça de Deus.

Os sacramentos fazem lembrar de algum modo a maneira em que Nosso Senhor nos concede as graças que através deles recebemos?

Os sacramentos fazem lembrar de muitos modos a maneira em que Nosso Senhor nas concede as graças que através deles recebemos. O batismo recorda a Sua humildade profunda; a confirmação a sua oração sem fim; a Santa Eucaristia o cuidar dos indigentes; a penitência a Sua vida mortificada; a Unção a Sua morte; as Santas Ordens o Seu establecimento de sacerdócio; e o matrimónio a Sua união profunda com a Igreja.

As necessidades da alma são parecidas com as necessidades do corpo?

As necessidades da alma são parecidas com as necessidades do corpo; pois o corpo tem que nascer, ser fortificado, alimentado, sarado na aflição, ajudado na hora da morte, guiado pela autoridade, e concedido sítio para viver. A alma traz-se à vida espiritual através do Batismo; é fortificada através da Confirmaçã o; alimentada pela Santa Eucaristia; sarada pela Penitência; ajudada na hora da morte pela Unçã o; guiada pelos ministros de Deus através das Santas Ordens; e concedida sítio para viver através do sacramento do Matrimónio.

De onde vem o poder dos sacramentos nos concederem a graça divina?

Os sacramentos têm o poder de nos concederem a graça divina através dos méritos de Jesus Cristo.

O efeito dos sacramentos depende do merecimento ou do desmerecimento daquele que os administra?

O efeito dos sacramentos não depende do merecimento ou do desmerecimento daquele que os administra, mas do mérito de Jesus Cristo, que os instituiu, e da disposição daqueles que os recebem.

Que graça divina dão os sacramentos?

Alguns dos sacramentos concedem a santificação, e outros aumentam em nossas almas.

Quando é que um sacramento dá, e quando é que aumenta a graça divina em nossas almas?

Um sacramento dá graça divina quando não há graça nenhuma na alma, ou, por outras palavras, quando a alma está em pecado mortal. Um sacramento aumenta a graça divina quando já existe graça divina na alma, à qual se acrescenta mais.

Que pecado comete aquele que recebe os sacramentos quando está vivendo em pecado mortal?

Aquele que recebe os sacramentos vivendo em pecado mortal comete um sacrilégio, que é um grande pecado porque é um abuso de uma coisa sagrada.

Para além de receber desmerecidamente os sacramentos, de que outras maneiras se pode cometer o sacrilégio?

Para além de receber desmerecidamente os sacramentos, podemos cometer sacrilégio abusando uma pessoa sagrada, ou um sítio sagrado, ou uma coisa sagrada. Por exemplo, magoando voluntáriamente uma pessoa consagrada a Deus; roubando ou destruindo uma Igreja; usando os recipientes do altar para propósitos ilegais, etc.

Para além da graça de santificação, os sacramentos oferecem outra graça divina?

Para além da graça de santificação os sacraments oferecem outra graça, chamada a graça sacramental.

O que é a graça sacramental?

A graça sacramental é uma ajuda especial que dá Deus, para conseguir o fim para que instituiu cada um dos sacramentos.

Os sacramentos dão sempre graça divina?

Os sacramentos dão sempre graça divina, se os recebemos com a disposição correcta.