Blessed Be God in the Highest

O Centro de Fátima Corrige
Erros Sobre
O Terceiro Segredo

As Aparições de Fátima não podem ser consideradas
como simples “Revelações Privadas”

O dia 7 de Junho de 2000 - FORT ERIE, ONTARIO, CANADÁ: O diretor de uma das maiores organizações católicas vem questionando as opiniões de um dos Cardeais de alto nível do Vaticano, com referência às aparições da Santíssima Virgem Maria aos três pastorinhos, há mais de 80 anos, em Fátima, Portugal.

Padre Nicholas Gruner, que dirige o Centro de Fátima situado em Fort Erie, com publicações que atingem mais de um milhão de pessoas no Canadá, Estados Unidos e no mundo inteiro, afirma que as declarações recentes do Cardeal Josef Ratzinger sobre Fátima, contradizem o ensino de especialistas de renome mundial, bem como as declarações de Papa João Paulo II.

Em Fátima, no dia 13 de Maio de 2000, fazendo alusão a Jacinta e Francisco, os Videntes de Fátima, o Papa João Paulo II disse: “Segundo o plano divino, ‘uma mulher vestida de sol’ (Apoc. 12:1) veio do Céu a esta terra visitar às crianças privilegiadas do Pai.” O Padre Gruner acrescentou, “Aqui no Centro de Fátima estamos perplexos com a afirmação do Cardeal Ratzinger de que seria livre, aceitar ou não as mensagens de Fátima, logo depois do Papa João Paulo II ter afirmado que Fátima é o cumprimento das profecías bíblicas e do plano divino.”

Em uma entrevista publicada no dia 19 de Maio no periódico italiano, La Reppublica, o Cardeal Ratzinger disse: “Os Católicos são livres de aceitar ou não as aparições de Fátima como autênticas. “Naturalmente, ninguém é obrigado a acreditar em aparições,” E continuou, “Repito, não estamos falando em dogmas de Fé.” O Cardeal disse isto numa entrevista sobre a intenção do Vaticano recentemente anunciada, de publicar nas próximas semanas o “Terceiro Segredo” mantido em siglio por tanto tempo.

O Padre Gruner cita várias autoridades eruditas, quem têm refutado a opinião do Cardeal, argumentando que as aparições de Fátima e as mensagens que transmite, devem ser levadas a sério por todos os católicos. Uma dessas autoridades, O Padre Joseph de Ste-Marie, que ensinou teología em Roma, por uma década, afirmou num artígo publicado em 1982: “Uma vez que o Papa julgou e reconheceu que uma profecia anunciada é, na verdade, de Deus, deve-se obedecer, não ao profeta, mas ao próprio Deus!

Outro especialista citado é o teólogo alemão o Bispo Rudolph Graber, que foi diretor-chefe da redação do “Fátima Journal” nos final dos anos 50. Numa conferência em 1965, o Bispo Graber disse: “Uma distinção cuidadosa deve ser feita entre revelações pessoais . . . e àquelas onde a mensagem se dirige a toda a humanidade. O primeiro pode ser ignorado com equanimidade, porém o segundo tem que ser levado a sério, E Fátima pertenece a esta segunda categoria.”

O Padre Paul Kramer, outro sacerdote católico do Centro de Fátima explicou: “O Céu tem que ser obedecido de uma forma absoluta, quando se tem certeza moral que o Céu falou. Assim, ainda que Fátima não seja um dogma de fé, não obstante, temos a obrigação moral de acreditar na mensagem e obedecer inteiramente aquilo que Deus manda, através do pedido de Nossa Senhora. Desta maneira, o Santo Padre declarou, em Fátima no dia 13 de Maio de 1982, na presença de um milhão de pessoas. . . “que a mensagem de Fátima impõe uma obrigação sobre toda a Igreja e é dirigida à raça humana inteira.”

Comentando estas palavras de João Paulo, o Padre Gruner acrescentou: “Se o Papa não tivesse feito esta declaração, a crença na mensagem de Fátima poderia ser rejeitada, segundo o capricho individual.”

Opiniões similares sobre a obrigação do Católico em aceitar a mensagem de Fátima foram expressas por outras autoridades muito críveis,” continuou o Padre Gruner, “incluindo o Pere Balic, Presidente da Academia Mariana Internacional de Roma, e o falecido Cardeal Cerejeira, então Patriarca de Lisboa e Primaz de Portugal, anteriormente responsável de Fátima.

Outra razão pela qual Fátima não pode ser refutada, diz o Padre Gruner, “é pelo grande Milagre do Sol no dia 13 de Outubro de 1917, quando o sol dançou no céu durante 12 minutos. Este milagre público, anunciado três meses antes, foi visível por 70.000 pessoas, incluindo, ateus e o redator do periódico português ‘O Século’ que relatou tudo em sua edição do dia 15 de Outubro de 1917.”

“Este milagre endossa a verdade da mensagem de Fátima e nos dá a certeza moral de que a sua Mensagem é verdaderamente de Deus. Quando 70.000 pessoas são convidadas, três meses antes, para presenciar um milagre público, que sem duvida, aconteceu na hora designada, temos a certeza moral de que o Céu, na verdade, falou,” concluiu o Padre Gruner. “Não estamos tratando de uma simples ‘revelação privada’ em que estariamos livres de dar ou não, importancia!”

Por qualquer Contato: Padre Nicholas Gruner,
(716) 853 -1822 O Centro de Fátima,
452 Kraft Rd., Fort Erie,
Ontario, Canada L2A 4M7

O Centro de Fátima, lar da Cruzada de Fátima, é o maior apostolado mundial que propaga a Mensagem completa de Fátima, pela divulgação do Terceiro Segredo e pela Consagração da Rússia ao Imaculado Coração de Maria. Os meios usados para transmitir ao público, aquilo que Nossa Senhora está pedindo, inclue também toda a Mídia: Imprensa, Internet, Radio e a Televisão. Para mais informações a respeito do Terceiro Segredo, e para saber 1.)o que o Cardeal Oddi e o Papa João Paulo II falaram anteriormente sobre o seu conteúdo, 2.) as declarações do Padre Joseph de Ste-Marie e o Bispo Graber sobre a obrigação de obedecer à Mensagem de Fátima, 3.) uma entrevista com o Padre Paul Kramer que explica a necessidade de levar a todos o conhecimento de uma reprodução fotográfica do texto original do Terceiro Segredo escrito com o próprio punho e letra da Irma Lúcia e, 4) um relato fatual do Milagre do Sol do 13 de Outubro de 1917, favor acessar. . . www.fatima.org/port